Publicidade

Publicidade

Cultura

Cultura

Coleção de imagens em sxc.hu | Fuente: Stock.XCHNG

Cultura e tradições na China

A República Popular da China é um país com uma enorme riqueza cultural. Dentro do território chinês, encontramos mais de meia centena de grupos étnicos, cada um com a sua própria língua falada e os seus costumes particulares. Apesar do mandarim (Putonghua) ser a língua oficial, em muitas zonas rurais continua a falar-se a língua local. Cada uma das múltiplas etnias chinesas contribui para enriquecer a cultura do país com as suas tradições, gostos e especificidades que são um reflexo da sua diversidade.

Algumas das tradições chinesas mais importantes e conhecidas expressam-se nas suas festas, sobretudo na Festa da Primavera que comemora a entrada do Ano Novo Lunar. As famílias reúnem-se na véspera da primeira lua do primeiro mês, de acordo com o calendário lunar (que costuma coincidir com os últimos dias de Janeiro ou os primeiros de Fevereiro do calendário gregoriano), celebrando a sua chegada com danças, cartazes, decoração e comida tradicionais.

Apenas quinze dias depois da chegada do Novo Ano Lunar, tem lugar a Festa das Lanternas, que serve para comemorar com luz e cor o respeito a Buda. Durante estes festejos, uma das tradições mais arraigadas consiste em acompanhar as lanternas com uma folha de papel contendo uma adivinha. A pessoa que julgue conhecer a solução, pode eliminar o papel perguntando ao dono da lanterna se a sua resposta está correcta. Durante as celebrações, come-se yuanxiao, bolinhos de arroz recheados com uma mistura de ingredientes tão díspares como sésamo e pétalas de rosa.

Estas duas festas são apenas uma amostra das celebrações tradicionais chinesas que se sucedem ao longo do ano: a Festa do Meio Outono (na qual se degustam e oferecem os famosos bolos da lua com bons desejos), a dos Barcos-Dragão ou a do Solstício de Inverno.

Outra das marcas identificativas da cultura chinesa é a sua caligrafia, cujas origens remontam há seis mil anos atrás. A caligrafia chinesa constitui autêntica arte, havendo sido praticada e aperfeiçoada pelos habitantes do país durante anos. A pintura chinesa partilha a meticulosidade e o cuidado quanto ao pormenor da sua caligrafia, dando lugar a fantásticos trabalhos em diferentes suportes e materiais e servindo-se de temas tradicionais como as flores, os pássaros e a paisagem. Outra das suas artes tradicionais é o trabalho da pedra de jade; mas o artesanato chinês é muito variado: a cerâmica chinesa, o trabalho da seda, o papel, os bordados e os produtos lacados são apenas alguns exemplos.

A cultura do chá

O chá é a bebida oficial da China, sendo a cerimónia do chá um dos seus maiores contributos para a cultura mundial. Com quatro zonas típicas de produção concentradas à volta do Sul e Sudoeste do país e nas margens do rio Yangtsé, as diferentes variedades de chá (o chá verde é o mais popular) exigem além de diferentes instrumentos para aproveitar as suas qualidades.

Cozinha chinesa

A própria extensão do país e a sua diversidade propiciam o desfrute de uma gastronomia rica e variada, da qual são expoentes as "oito cozinhas", oito variedades da tradição gastronómica chinesa que se foram configurando ao longo dos séculos: Shandong, Guangdong, Sichuan, Hunan, Jiangsu, Zhejiang, Fujian e Anhui. Dependendo da variedade, os pratos são mais ou menos salgados, o peixe predomina sobre a carne, utiliza-se mais o óleo, caracteriza-se mais ou menos pela intensidade do seu sabor ou pela originalidade das suas misturas e especializa-se em diferentes técnicas culinárias.